Desde final de 2008 que tenho colaborado mensalmente com a Sportlife. No Outside relato as minhas aventuras pelo nosso maravilhoso país e passarei também a partilhá-las convosco aqui. Às vezes colocarei aqui qualquer outro passeio que realize. Gostaria muito que me dessem a vossa opinião, se fizerem algum desses passeios ou simplesmente se vos der vontade disso. Digam-me que mais informações gostariam de ver publicadas nos nossos artigos.

Estarei à vossa disposição para qualquer dica extra que precisarem para fazer alguma destas aventuras ou outras.

Espero que gostem e se aventurem!

Filipe Palma

segunda-feira, 17 de Maio de 2010

ÂNGELO FELGUEIRAS NO TOPO DO MUNDO



Hoje de madrugada, o Ângelo chegou ao cume do Monte Evereste, de 8850 metros de altitude.

Parabéns ao Ângelo, à Isabel, ao Manuel, ao Francisco e à Teresinha.

Cá te esperamos para celebrar.

Agora, ficará a faltar o Monte Vinson na Antárctida, o último dos Seven Summits do Ângelo.

Veja na próxima Sportlife, no início de Junho, a entrevista que fiz ao Ângelo, quando ambos estávamos a caminhar no Nepal.

Mais informações em www.angelofelgueiras.com

segunda-feira, 26 de Abril de 2010

17 de Abril - Luxo Asiático em Doha

Com grande expectativa em relação aos desenvolvimentos na Islândia deliciámo-nos com o luxo asiático do Hotel W em Doha. Eu e o Paulo ainda fomos ao mercado que, muito organizado e limpíssimo, nada já tinha que ver com o caos frenético (aparente) frenético de Kathmandu. E, do caos dos aeroportos da Europa, conseguimos escapar miraculosamente por Madrid.









16 de Abril - Bhaktapur - Sacrifício

O Sacrifício não foi propriamente nosso, foi de algumas cabrinhas que vimos, momentos antes, saudáveis e ágeis. Estivemos em Bhaktapur num dia de festividades e por isso pudemos presenciar a alguns dos ritos religiosos neste cidade milenar.







13, 14 e 15 de Abril - Início do Longo Regresso a Casa

Em Chukung terminei a minha entrevista ao Ângelo, todos lhe desejámos boa sorte e despedimo-nos. O regresso foi acelerado, quanto mais descíamos. mais oxigénio tínhamos. Principalmente, depois de atingido o cume do Island Peak, todos estávamos muito preparados para regressar a casa. E o regresso iria ser longo: 2 dias a caminhar, voo de Lukla para Kathmandu, 1 dia inteiro em Kathmandu, partida do Nepal, escala de 12 horas em Doha...ainda nem sabíamos do vucão e das cinzas...








domingo, 25 de Abril de 2010

12 de Abril - Island Peak

Clique aqui para as imagens da nossa subida ao cume do Island Peak

11 de Abril - Enfim...a Partida

Todos estávamos ansiosos para a subida. Tínhamos tido a hipótese de partir no dia anterior para o Campo Base do Island Peak mas tive que revelar a surpresa ao Pedro, Paulo e Manuel: estava combinado um encontro com o Ângelo. Ele viria juntar-se a nós para subir o Island Peak. Perante esta novidade extra, e com margem de manobra de 2 dias, decidimos todos esperar pelo Ângelo que vinha "a correr" de Lukla onde deixou a família que iria regressar a Portugal. Em 2 dias dias veio ter connosco e até preparado para ir directamente para o Campo Base. Juntou-se a nós em Chukung no final da manhã de dia 10, e todos partimos dia 11 para o Campo Base. Foi um dia fácil com um pequeno ganho de altitude e apenas 3 horas de marcha.




8 e 9 de Abril - Em preparação



Estes foram dias de manobras de cordas e aprendizagem de técnicas de progressão no gelo. No dia 8 tivemos actividade apenas de manhã, à tarde descansámos e aproveitei para ler. No dia 9 caminhámos 2 horas e meia para fazer o nosso treino de gelo. Encontrámos uma parede na base dum glaciar e cada um fez duas subidas. Foi um dia espectacular em que nos sentimos (e provavelmente éramos) os únicos neste imenso vale. Durante todo o dia pudemos admirar o Ama Dablan que é, sem dúvida, um dos mais bonitos picos de toda a região. Tal foi o gozo que nos deu este vale que o Pedro decidiu regressar no dia seguinte que era de descanso para todos nós.